Resenha: O Desapego Rebelde do Coração, de Bianca Briones #Livro 4 - Série Batidas Perdidas

Olá leitores, tudo bem?

 Quando um amor do passado ressurge e sentimentos mal resolvidos vêm à tona, é preciso decidir entre lutar pelo que se quer ou fugir — e pôr em risco a própria felicidade.
Branca sempre foi uma mulher independente, que não pensava em se casar tão cedo — até conhecer Lex. Entre idas e vindas, eles se casaram e se divorciaram menos de um ano depois. Ela levou um tempo para superar a perda e, sem esperar muito, começou com Rodrigo um perigoso jogo de gato e rato.
Rodrigo tinha uma queda por Branca quando mais novo, mas hoje a enxerga apenas como a razão de uma paixonite adolescente. O que ele esconde de todos — até de si mesmo — é quanto todas as perdas que sofreu o afetaram, e o único modo de lidar com isso é fingir não sentir nada.
Lex ficou muito tempo afastado de todos que amava, trabalhando em outra cidade e tentando seguir em frente, como sempre fez. Sua intenção era voltar apenas para o casamento de amigos, mas a vida tinha outros planos para ele.
Agora os três precisam lidar com o que está acontecendo — e mais, com o bebê que surge com Lex. Quanto a mágoa pode afastar duas pessoas que se amam? Como encarar uma situação em que pelo menos um deles certamente sairá ferido?


A série Batidas Perdidas está de volta, com um dos volumes mais aguardados e a pergunta que não quer calar: De quem será o coração de Branca?




Ano: 2016 / Páginas: 406
Editora: Verus
Série Batidas Perdidas

Narrado por três personagens Rodrigo, Branca e Lex -, O DESAPEGO REBELDE DO CORAÇÃO nos leva para uma viagem entre o passado e presente, ligando lacunas e acontecimentos que em determinados momentos não compreendemos exatamente nos livros anteriores, durante as passagens de tempo.

Rodrigo Villa, ele é autoimune , pega todas e não se apega a nenhuma, mas ele faz isso para esconder toda a dor que seu coração sente ,e ele esconde muito bem seus sentimentos atrás dessa fachada inconsequente de moleque que vive bêbado e pegando todas as mulheres que passam na sua frente, ele acha mesmo que esqueceu a Branca, mas claro que não vai perder a chance de ficar com ela se um dia isso acontecer.

Branca não está conseguindo superar o fim do seu casamento com Lex , ela finge que sim, se jogando na balada e na pegação desapegada, tentando resolver os problemas daqueles que ama, mas não engana ninguém, ela ainda pensa nele e no fracasso dessa relação, mas nunca vai dar o braço a torcer e menos ainda vai deixar o Rafa saber que o moleque do Rodrigo realmente cresceu e virou um deus grego e poderia servir muito bem para alguns momentos de prazer.

Lex está longe de casa, se sentindo sozinho e repensando sua vida, ele tem um novo negócio para administrar mas a vida está se mostrando muito mais complicada do que ele pensava, ele se preocupa com o Rafa mesmo sabendo que ele está bem ,sente falta de casa e da Branca, mesmo sabendo que os dois só se fazem mal, mas como o destino tem um jeito estranho de encaixar as coisas em um quiosque na praia ele encontra um sentido na vida, um menino tão perdido e solitário quanto ele ,Bruno, com sua mãe Flávia, que é arredia e enigmática que parece ter apanhado tanto da vida que fica longe de tudo e de todos e assim , entre o trabalho e o quiosque e seus empregados e a praia ele vai levando a vida e quem sabe ele possa se sentir em casa de novo.

Os três personagens estão tentando encontrar um sentido para suas vidas , eles acham que estão fazendo um bom trabalho até que vem a vida e bagunça tudo de novo, novos amores ,tragédia , morte e surpresas que eles não estão prontos para enfrentarem batem às suas portas e mesmo que seja demais para eles aguentarem , eles precisam dar conta de tudo e seguirem em frente. O que eu amo nos livros da Bianca é a capacidade de adaptação dos seus personagens , a maneira como eles reagem , acho que a rede de apoio a sua volta ajuda muito , todo amor de amigos e familiares , mas claro, o caráter conta e muito. E que personagens , Branca , Rodrigo e Lex são foda , cada um a sua maneira e fica difícil não se apaixonar por cada um deles.


O enredo é divertidíssimo. Leitura leve, descontraída e mesmo com grandes dramas sendo abordados, não se torna cansativo. Muito pelo contrário, é emocional e você não quer que acabe.

Mas a marca registrada da Bianca é conseguir arrancar lágrimas dos leitores e isso ocorre quando você menos espera. Nos pequenos detalhes, que tocam em traumas do passado ou em eventos inesperados que vão te deixar de queixo caído sem nem saber o que te atingiu. 

Dei boas risadas, revi meus personagens queridinhos das histórias anteriores, torci pelo meu casal favorito, chorei no final, ouvi músicas incríveis da trilha sonora presente na obra.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário